Quarta, 12 de Junho de 2024
22°

Tempo limpo

Cotia, SP

Cotia COTIA

Movimento “Nova Raposo, Não” realiza Ocupa Raposo no domingo, 9/6, no km 18 da rodovia

A concentração está marcada para 9h, em frente ao supermercado Barbosa. Haverá caminhada em um trecho da rodovia, mas sem impedir o fluxo de veículos. Movimento se dividiu em pelo menos cinco subgrupos regionais para mobilizar a população

07/06/2024 às 17h01 Atualizada em 07/06/2024 às 17h20
Por: Redação
Compartilhe:
 Movimento “Nova Raposo, Não”
Movimento “Nova Raposo, Não”

Criado há menos de dois meses, movimento Nova Raposo, não! já conta com adesão de 105 entidades (associações de moradores, coletivos ambientalistas e diversas organizações) do trecho que pode ser impactado com o projeto Nova Raposo, do governo do Estado. A principal reivindicação é a suspensão do projeto, uma vez que foram realizadas apenas duas audiências públicas, uma no DER, com menos de dez pessoas, e outra no município de Vargem Grande, no período de um mês. 

O documento disponível sobre a obra, no site da Artesp, prevê ampliação de pistas e inclusão de marginais, consequentemente, podem desapropriar mais de 1500 imóveis, com a derrubada de milhares de árvores e supressão de áreas verdes. Conta ainda com seis pedágios, só no trecho Cotia-Butantã.

Esta semana, o secretário de Parceria e Investimentos, Rafael Benini, responsável pelo projeto de concessão, recebeu duas comitivas do movimento e disse que não poderia atender à reivindicação do movimento, de suspensão do projeto, por questões de prazos previstos para uma nova licitação de concessionária. 

Até o momento, o movimento já coletou 16 mil assinaturas, conquistou 3 mil seguidores no Instagram @novaraposonao, realizou quatro plenárias, duas delas presenciais com mais de 100 lideranças. Foram realizadas duas audiências públicas, uma na ALESP, convocada pela deputada Mônica Seixas (PSOL) e outra pela Câmara Municipal de Cotia a pedido do vereador Dr.Castor de Andrade. Apesar dos convites feitos os representantes do governo do estado, via Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) e Secretaria de Parcerias Investimentos, responsável pelo projeto de concessão, ninguém compareceu.

Segundo as lideranças do movimento, o Projeto “Nova Raposo” contraria princípios do governo federal para o desenvolvimento das cidades, além de compromissos da agenda sustentável da ONU e, também, diversos pontos do Plano Diretor que está vigente na cidade de São Paulo.

Segundo o Parágrafo único do art. 2º da Lei 18.081/2024, de revisão do Plano Diretor, a Política de Desenvolvimento Urbano passa a ser orientada pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável - ODS da Agenda 2030. O Projeto ‘Nova Raposo’ fere ao menos quatro ODS (n.º 3, 11, 13 e 15) quando desmata e desaloja pessoas, aumenta emissões de gases do efeito estufa, impermeabiliza e aumenta as ilhas de calor e enchentes. Já no plano federal, o projeto contraria a Política Nacional de Desenvolvimento Urbano (PNDU) do Governo.

Urbanistas que integram o Grupo Técnico do movimento, que também inclui advogados, geógrafos e biólogos, alertam que o projeto vai na contramão da “mobilidade sustentável” e que são múltiplas as ilegalidades verificadas. O projeto induz o aumento da frota de veículos automotores de uso individual, sem nenhuma proposta de transporte público de massa. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cotia, SP Atualizado às 10h03 - Fonte: ClimaTempo
22°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 26°

Qui 26°C 14°C
Sex 26°C 14°C
Sáb 27°C 13°C
Dom 27°C 15°C
Seg 26°C 15°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes